Doenças e tratamentos

DPOC – Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

Por 20 de fevereiro de 2017 Nenhum Comentário

DPOC – Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica

A DPOC, popularmente conhecida como enfisema e bronquite crônica, é uma doença comum e uma das principais consequências do tabagismo, sendo portanto uma doença evitável e altamente tratável.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) estima-se que a DPOC foi a 6ª maior causa de mortes no mundo em 1990 e a projeta como a 3ª causa em 2030. No Brasil, a DPOC é responsável por cerca de 30 mil óbitos por ano.

A DPOC geralmente manifesta-se a partir dos 40 anos de idade, principalmente em fumantes, e tem caráter progressivo, ou seja, os sintomas pioram ao longo dos anos se não houver tratamento e cessação do tabagismo.

Os principais sintomas são:

– falta de ar, que começa para grandes esforços (subir escadas, andar depressa) e ao longo de meses a anos há uma piora, podendo chegar até mesmo em repouso;
– tosse, geralmente com escarro, principalmente pela manhã no início da doença, geralmente rotulada como pigarro. Com a evolução da doença, a produção de escarro aumenta durante o dia;
– cansaço, fraqueza, indisposição;
– perda de apetite e emagrecimento;
– ansiedade e depressão.

Pacientes com DPOC também estão sujeitos a crises de piora dos seus sintomas, chamadas de exacerbações.

Isso ocorre devido a um aumento da inflamação nas vias aéreas, com piora da tosse e falta de ar, aumento do escarro e mudança do seu aspecto.



As exacerbações são um dos principais motivos de procura de atendimento médico, tanto em consultórios quanto em emergências.

Com frequência os pacientes necessitam internação hospitalar para tratamento nestas situações.

Se a DPOC não for tratada, estas exacerbações ficam cada vez mais frequentes e cada vez mais graves, podendo necessitar tratamento em UTI e levar ao óbito.

O diagnóstico é baseado principalmente pelos sintomas e pela espirometria (ou prova de função pulmonar), um exame realizado em consultório, em que o paciente faz um teste de sopro em um aparelho capaz de medir a capacidade pulmonar, auxiliando na classificação da gravidade da doença.

Exames de imagem como o raio x e a tomografia de tórax também auxiliam no diagnóstico e avaliação da doença.

O principal tratamento da DPOC, obviamente, é parar de fumar, principalmente para evitar sua progressão.

Atualmente existem tratamentos para ajudar na cessação do fumo, como remédios para reduzir a ansiedade e irritabilidade, além da reposição de nicotina em gomas ou adesivos.

Hoje no Brasil temos disponíveis uma grande variedade de medicamentos para tratamento dos sintomas da DPOC, proporcionando redução dos sintomas, prevenção de exacerbações e melhora da qualidade de vida.

Se você ou alguém que conhece é fumante e apresenta algum destes sintomas, marque hoje mesmo uma avaliação com o Dr. Helder – Pneumologista e comece o quanto antes o tratamento e prevenção!

Os cuidados com a saúde são fundamentais para um envelhecimento saudável.

Dr. Helder Vinicius Ribeiro
Médico Pneumologista
(42) 3026-2650
Rua Carlos Osternack, 111 – 1º andar
Ponta Grossa – PR

Asma
Próximo Post
×
Olá, gostaria de marcar um horário com o Dr. Helder.