Doenças e tratamentosSaúde Pulmonar

Doenças Pulmonares Relacionadas ao Trabalho

Por 15 de março de 2018 Nenhum Comentário

Doenças pulmonares ocupacionais

Doenças pulmonares ocupacionais são as doenças cuja ocorrência depende fundamentalmente da inalação de substâncias presentes no ambiente de trabalho.

O tipo e a quantidade do agente agressor (poeiras, gases, vapores) presentes no ar, bem como o grau de susceptibilidade do indivíduo exposto, são os fatores que mais pesam para o surgimento dessas doenças.

Diversas partículas podem produzir diferentes tipos de reações no organismo:

  • A poeira de sílica, causadora da silicose, está presente em ocupações como mineração, fundição, indústria de cerâmica, construções e jato de areia.
  • O asbesto (também conhecido como amianto), é causador da asbestose e de alguns cânceres, muito utilizado na construção civil, indústria têxtil, tintas, plásticos, lonas de freio e demolições.
  • A poeira proveniente do carvão mineral, extraída durante a mineração, é a causadora da pneumoconiose dos mineiros de carvão.

Felizmente estas doenças estão cada vez menos presentes, graças a leis e portarias que regulamentaram a proteção à saúde do trabalhador além de uma fiscalização atuante.

Para a prevenção destas doenças, devem ser realizadas periodicamente avaliações médicas, exames radiológicos (RX de tórax) e funcionais (espirometria).

A exposição a substâncias minerais ou orgânicas também pode causar outras doenças das vias aéreas, tanto superiores (rinite, laringite) como inferiores (bronquite, asma).

Trabalhadores na indústria de fertilizantes químicos e trabalhadores expostos à poeira de grãos vegetais tem alta prevalência de sintomas de rinite (coriza, espirros, congestão nasal e coceira), de conjuntivite (olho vermelho, lacrimejamento, coceira) e de laringite (tosse, rouquidão).

Casos de traqueítes (ou seja, inflamação da traqueia) e bronquite, com sintomas de tosse e expectoração, podem ocorrer em indivíduos expostos a poeira de minerais e rochas, tabaco, cimento, em indústrias com gases e poeiras, atividades de limpeza, produção de alimentos e de algodão.

O tratamento, de maneira geral, é reduzir a exposição aos agentes causadores ou até mesmo o afastamento do ambiente de trabalho.

O uso de equipamentos de proteção individual (EPI), ventilação exaustora eficaz, umidificação e limpeza (preferencialmente por aspiração e não por varredura) dos ambientes também constituem medidas importantes no sentido da manutenção de teores de poeira em níveis aceitáveis e prevenir estas doenças.

Dr. Helder Vinicius Ribeiro
Médico Pneumologista
(42) 3026-2650
Rua Carlos Osternack, 111 – 1º andar
Ponta Grossa – PR

Open chat