Saúde Pulmonar

Narguilé: é seguro fumar?

Por 15 de junho de 2018 Nenhum Comentário

Narguilé: é seguro fumar?

O número de pessoas que fazem uso do narguilé vem crescendo muito nos últimos anos, principalmente entre os jovens e na região Sul do país. Com a fama de que não faz mal à saúde e de que seja inofensivo, as pessoas acabam consumindo o narguilé sem medo. Acontece que o narguilé, além de não ser inofensivo, é mais perigoso do que o cigarro!

Narguilé é mais prejudicial que o cigarro

Uma sessão de 1 hora de narguilé equivale a fumar 100 cigarros, isso mesmo, cem cigarros, ou seja, 5 carteiras de cigarro em 60 minutos! O volume de uma tragada de fumaça no narguilé é bem maior que a do cigarro, por isso você consome isso em tão pouco tempo.

 

O que é o narguilé?

Muito utilizado na cultura árabe, indiana e turca, o cachimbo de água — também chamado de arguile, narguila, shisha ou hooka — é preparado com um fumo especial, feito com tabaco, melaço e frutas ou aromatizantes. O tabaco é queimado em um fornilho, e sua fumaça, após atravessar um recipiente com água, é aspirada por uma mangueira até chegar à boca.

Composição da fumaça

Na fumaça do narguilé, já foram identificadas 300 substâncias tóxicas, dentre elas o alcatrão, nicotina, monóxido de carbono (CO), metais pesados como o cobalto, cromo, níquel e chumbo, além de compostos cancerígenos como o formaldeído, benzeno e benzopireno. Todas estas substâncias encontram-se em concentrações muito maiores do que no cigarro.

Riscos

Os componentes da fumaça do narguilé causam inflamação nos pulmões, vasos sanguíneos e coração, aumentando a chance de desenvolver enfisema pulmonar e bronquite (DPOC),  câncer de pulmão, esôfago e estômago a longo prazo. Em curto prazo, inclusive na primeira tragada, podem ocorrer arritmias cardíacas, crise de broncoespasmo (falta de ar, tosse e chiados) e transmissão de infecções bacterianas ou fúngicas, principalmente pneumonia.

Atualmente, estima-se que mais de 200 mil brasileiros fumam narguilé, número que cresce a cada ano, juntamente com o número de lojas e tabacarias que vendem produtos e acessórios para narguilé, além de oferecerem espaço para fumar no próprio local.

Como visto, o seu uso não é inofensivo e deve ser combatido assim como o cigarro. Muitos jovens se iniciam no narguilé em meio aos amigos, como forma de se sentirem incluídos no grupo mas com o tempo se tornam dependentes da nicotina e começam a fumar cigarro, se tornando fumantes. É muito importante conscientizar a população de maneira geral e acabar com a fama de que o “narguilé não faz mal”.

Dr. Helder Vinicius Ribeiro
Médico Pneumologista
(42) 3026-2650
Rua Carlos Osternack, 111 – 1º andar
Ponta Grossa – PR

×
Olá, gostaria de marcar um horário com o Dr. Helder.